B 12: Uso de suplementos nutricionais na dieta vegetariana

Dr. Eric Slywitch (Médico Especialista em Nutrologia)

A vitamina B12 é o único nutriente que realmente pode estar ausente na dieta vegetariana (especialmente na vegetariana estrita).

Vegetarianos estritos adultos que não fazem exames laboratoriais de controle periódicos devem utilizar a vitamina rotineiramente como prevenção da deficiência.

Vegetarianos que não fazem uso regular de ovos, leite e laticínios também devem suplementar a vitamina B12 como medida preventiva contra a deficiência.

Os demais nutrientes podem ser supridos tranqüilamente com uma dieta bem planejada.

As demais recomendações de suplementação em gestantes, crianças e idosos são as mesmas prescritas para os que comem carne.

Para cessar a violência e agressão praticada contra os animais e o meio-ambiente é necessário apenas utilizar a vitamina B12 para manter a saúde numa dieta vegetariana bem planejada. Isso parece bastante razoável para os vegetarianos.

Quando suplementar a vitamina B12?

Apesar das dietas ovo-lactovegetarianas e lactovegetarianas poderem fornecer vitamina B12, nem sempre a quantidade e frequência de uso desses alimentos consegue fornecer a quantidade necessária para manter o bom estado nutricional dessa vitamina.

É aconselhável que todos os vegetarianos, independente do tempo de vegetarianismo, façam uma dosagem sanguínea dessa vitamina para avaliar os seus níveis. O hemograma não serve para essa avaliação, devendo ser solicitada a dosagem da “vitamina B12 sérica”.

A suplementação é indiscutível para crianças, gestantes e mulheres que amamentam.

Para os que dosam a B12 no sangue, o seu nível deve sempre permanecer acima de 350 pg/ml, independente da faixa de normalidade que o laboratório estabelece. Níveis abaixo devem ser corrigidos com o uso da vitamina.

Como fazer a manutenção dos níveis de vitamina B12

As principais possibilides terapêuticas são:

– Uso de um comprimido diário que contenha pelo menos 5 mcg de vitamina B12.

– Uso de um comprimido por semana que contenha 2.000 mcg de vitamina B12.

– Uso de uma injeção semestral, ou anual, que contenha 5.000 UI de vitamina B12.

Como fazer a reposição de vitamina B12?

Quando há deficiência devemos repor os níveis para que eles fiquem adequados. Só depois disso é que passamos para a manutenção da vitamina (como descrito no tópico acima).

A reposição de B12 deve ser injetável quando queremos corrigir a deficiência. Havendo sinais e sintomas de deficiência, a via injetável é a forma mais segura de correção.

As doses e frequência de uso, nessas condições, devem ser orientada pelo seu médico.

E sobre a reposição dos demais nutrientes?

Assim como para os onívoros, todos os demais nutrientes da dieta vegetariana devem ser repostos se há deficiência ou níveis inadequados.

Se há recomendação de suplementação para algumas etapas da vida de um vegetariano, podemos considerar que a dieta vegetariana é saudável ou adequada?

Sim, podemos!

Crianças (que utilizam ou não carne) recebem suplementação de ferro e algumas vitaminas em determinados períodos da infância. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que todas as crianças (onívoras) recebam suplementação de ferro dos 6 meses aos 2 anos de idade.

Gestantes (que utilizam ou não carne) também recebem suplementação (ferro e ácido fólico) como medida profilática de carência desses nutrientes.

O sal que utilizamos é iodado. Tal adição tem o objetivo de garantir que o iodo seja fornecido a todos os brasileiros, tendo em vista que a sua deficiência é uma das principais causas de retardo mental em crianças (cretinismo).

O Instituto de Medicina dos EUA e o Food and Nutrition Board recomendam suplementação de B12 em todos os indivíduos (que comem ou não carne) acima dos 50 anos de idade, pois 10 a 30% desses indivíduos apresentam dificuldade de extrair a vitamina do alimento.

Atualmente a farinha de trigo comercializada é enriquecida com ferro e ácido fólico como medida preventiva de saúde coletiva.

Se considerarmos que o uso de suplementação torna inadequada uma dieta, devemos considerar que não deveríamos passar pela infância, gestação e nem ultrapassar os 50 anos de idade, pois, em cada um desses ciclos de vida, não foi encontrada uma “dieta ideal” (que não precisaria ser suplementada em momento algum).

A incidência de diversas patologias é marcadamente reduzida ao se adotar uma dieta vegetariana. Isso, por si só, sugere a adequação da dieta vegetariana ao organismo humano.

Alimentação Sem Carne” do Dr. Eric Slywitch.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: