VAL realiza trabalho voluntário em abrigo de cães

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Animais carentes – especialmente de carinho e um lar – estão em terreno cedido. Foto: Marcio de Almeida Bueno

De 14 a 18 de janeiro último, integrantes da Vanguarda Abolicionista, de Porto Alegre, estiveram na cidade de Veranópolis, a cerca de 170 quilômetros da Capital, realizando trabalho voluntário no abrigo para cães da ONG APAVE – Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis de Veranópolis. São cerca de 60 cachorros abandonados que foram recolhidos pela entidade, tratados e agora são mantidos em uma sede emprestada por um empresário local.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cachorrada faz a festa com sobras recolhidas em restaurantes próximos. Foto: APAVE

Liderada pela protetora Vivânia Casér, a ONG enfrenta as dificuldades já tradicionais do ramo – apoio do poder público aquém do necessário, muito serviço para poucas pessoas, gastos emergenciais, constante abandono de novos animais, volume de doações quase sempre insuficiente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Protetora é “mãe” de dezenas de animais jogados fora por seus tutores. Foto: Marcio de Almeida Bueno

Dois dos integrantes da Vanguarda Abolicionista fizeram limpeza do local, distribuição de comida e água, manutenção das instalações e demais atividades, diariamente. No próximo mês, mais alguns dias serão dedicados pela VAL à APAVE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Integrante da VAL distribui o lanche do dia para diversos caninos. Foto: Marcio de Almeida Bueno

Durante o período de acompanhamento, o telefone da dirigente da APAVE sempre estava tocando – pessoas querendo descartar animais no abrigo, e outras solicitando que a ONG capturasse animais silvestres – como lagartos e porcos-espinhos – que estavam no pátio de suas casas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outro ativista da VAL espalha cascalho na base de algumas casinhas. Foto: Ellen Augusta Valer de Freitas

“Mas o pior são os que ligam ameaçando, falando que, se não buscarmos o cachorro até determinada hora, vão matar e pronto”, lamenta a protetora Vivânia, conhecida na “Terra da Longevidade” pela sua dedicação aos animais. Interessados em ajudar com doações ou adotar um cão podem ligar para o telefone (54) 3441-1268.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Frutos do ‘mercado pet’, muitos animais não têm mais a atenção que recebiam antes. Foto: Marcio de Almeida Bueno

 VAL – Vanguarda Abolicionista

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by ADRIANA DE ANDREA on Junho 14, 2011 at 03:37

    FAVOR ME ENVIAR AONDE EXATAMENTE ESTE CAOZINHO DESTA FOTO ACIMA ESTA, QUAL A CIDADE, ME ENVIE CONTATOS POR EMAIL, MSN QUALQUER CONTATO, MEU CACHORRO DESAPARECEU E ESTE É IGUALZINHO, ME AJUDEM

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: