Excesso de soja leva a pedras nos rins

Fonte: Journal of Agricultural and Food Chemistry, 28/08/2001  
   

Uma nova pesquisa indica que a soja e alimentos a base de soja, artigo principal da dieta de muitos consumidores conscientes, podem promover pedras nos rins em pessoas com tendência a essa condição. As descobertas serão publicadas na edição de setembro do periódico Journal of Agricultural and Food Chemistry.

Os pesquisadores avaliaram cerca de uma dúzia de variedades de soja em busca de oxalato, um composto que se liga ao cálcio nos rins, formando cálculos. Também avaliaram 13 tipos de alimentos a base de soja, encontrando oxalato suficiente em cada um deles para, potencialmente, causar problemas para pessoas com histórico de pedras nos rins, de acordo com Linda Massey, Ph.D., da Universidade do Estado de Washington.

A quantidade de oxalato nos produtos comerciais facilmente obscureceu a recomendação da Associação Dietética Americana de 10 miligramas por porção para pacientes com pedras nos rins, com alguns deles superando mais de cinqüenta vezes o limite sugerido.

“Com base nessas informações, nenhum dos produtos a base de soja ou a soja em si que foram testados poderiam ser recomendados para o consumo de pacientes com histórico de pedras nos rins”, diz Linda.

Ninguém havia examinado anteriormente alimentos a base de soja em busca de oxalato. Assim, os pesquisadores são os primeiros a identificar o oxalato em produtos comerciais como o tofú, o queijo de soja e bebidas a base de soja. Outros alimentos, como espinafre e o ruibarbo também contêm quantidades significativas de oxalato, mas não são amplamente consumidos.

Durante os testes, os pesquisadores encontraram os níveis mais elevados de oxalato na proteína texturizada da soja, que contém até 638 miligramas de oxalato a cada 85 gramas de porção. O queijo de soja apresentou o conteúdo mais reduzido, ao redor de 16 miligramas por porção. O espinafre, avaliado em estudos anteriores, apresenta cerca de 543 miligramas a cada porção (aproximadamente 62 gramas).

A soja, fonte natural de proteína, fibras e óleos, é utilizada para fortalecer vários alimentos, desde hambúrgueres até sorvete. Pode ser incorporada à farinha e utilizada em vários produtos granulados ou formar blocos com uma textura como a da carne. A soja também está sendo estudada pelo seu potencial para reduzir a concentração do colesterol, a perda óssea e prevenir o câncer de mama.

O oxalato não pode ser metabolizado pelo corpo, sendo excretado através da urina. O composto não tem valor nutricional e se liga ao cálcio, formando uma massa (cálculos renais) que pode bloquear o sistema urinário. Mais pesquisas são necessárias para encontrar tipos de soja com menor quantidade de oxalato ou desenvolver um método de extração da substância.

2 responses to this post.

  1. Posted by Silvana hebling on Março 17, 2016 at 21:14

    Tenho cálculos renais ,gostaria de saber se a isoflavona irá me fazer a ter mais cálculos pois estou no começo do climatério e o ginecologista receitou e agora o que eu faço,obrigada.

    Responder

    • Posted by Marli Ramos da silva on Junho 13, 2017 at 18:15

      Boa tarde tenho cálculo renal posso tomar leite de soja tenho 42 anos FC no aguardo .
      Obg
      Me chamo marly

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: