SOJA&DERIVADOS

Óleo de Soja: é um dos tipos de óleo mais consumido no mundo.

Farelo de Soja (resíduo proveniente da extração do óleo): pode ser utilizado como alimento para animais, visto que contém de 40 a 55 % de proteína.

Farinha de Soja (kinako): pode ser usada na indústria alimentícia para enriquecer pão, biscoito, macarrão, produtos infantis, misturas para sopas.

Concentrado e isolados protéicos de soja: são mais caros que a farinha e sua aplicação restringe-se aos produtos ela não pode ser empregada.

Proteína texturizada de soja (PTS): pode ser obtida por “extrusão” e por “fiação”. No primeiro caso, a PTS apresenta teores mais baixos de proteínas sendo utilizadas no preparo de hambúrgueres, bolinhos de carne e outros produtos cárneos. No segundo tipo, ela apresenta elevado teor de proteína e é utilizada na fabricação de produtos semelhantes à carne (bife), presunto, entre outros, devido à sua estrutura fibrosa mais definida.

Extrato protéico de soja (leite de soja): é um alimento que possui a aparência muito semelhante ao leite de vaca. Pode ser encontrado na forma líquida ou em pó. Em geral, são aromatizados.

Queijo de soja (tofu): elaborado a partir do leite de soja apresenta cerca de 135 calorias em 100 g e cerca de 12,5 g de proteína.

Missô (pasta de soja) e shoyu (molho de soja): basicamente são usados como temperos na culinária oriental

Soja torrada: possui a aparência de um amendoim torrado e pode ser consumida como tal.

– A soja pertence ao grupo das leguminosas, como feijão, lentilha e outros grãos, porém é considerada uma das leguminosas mais ricas em termos nutricionais. Além de ser rica em proteínas, é excelente fonte de vitaminas do complexo B, ferro e manganês. É também rica em isoflavonas – tão faladas atualmente – devido aos benefícios que oferecem às mulheres menopausadas. Seu valor calórico: 100 g de soja cozida = 160 kcal. Nas dietas vegetarianas, entra no lugar das carnes por apresentar um bom teor protéico.

Numa alimentação normal, entra no lugar dos grãos (feijão, lentilha, ervilha e outros)

Como a soja é um alimento calórico-protéico, uma ingestão em grande quantidade pode provocar aumento do peso corporal dependendo, é claro, do metabolismo de cada pessoa.
– A soja possui 395 calorias por 100 g de grãos enquanto o arroz tem 364 calorias, o feijão 344, o grão de bico 364, a lentilha 340 e a ervilha 343;
– A soja possui 40% de proteínas, 20% de lipídios (óleo), 5% de minerais e 34% de carboidratos (açúcares como glicose, frutose e sacarose, fibras e os oligosacarídeos como rafinose e estaquiose). A soja não possui amido.
– Cada 100 gramas de grãos contém 230 miligramas de cálcio, 580 mg de fósforo, 9,4 mg de ferro, 1 mg de sódio, 1900 mg de potássio, 220 mg de magnésio e 0,1 mg de cobre, dentre outros compostos.
– A soja possui um teor médio de proteínas em torno de 40%, enquanto o do arroz é de cerca de 7% e do feijão, de 20%.
– Farelo de Soja (resíduo proveniente da extração do óleo) contém de 40 a 55 % de proteína.
– Queijo de soja (tofu): elaborado a partir do leite de soja apresenta cerca de 135 calorias em 100 g e cerca de 12,5 g de proteína.
– Cada 100 ml de extrato de soja ou “leite” contém 52 calorias (2,5% de carboidratos, 3,4% de proteínas, 2,3% de lipídios, 40mg de cálcio, 105 mg de potássio e 1,2 mg de ferro, 40 mg de vitamina B1 e 120 mg de vitamina B2)

– O teor de cálcio nos grãos de soja varia de 160 a 470 mg (média de 230 mg) por 100g de grãos. Essa quantidade supre em média 30% da necessidade diária de cálcio (800 mg), recomendada para adultos (homens) entre 22-35 anos, com peso corporal em torno de 70kg.

 

O leite de soja é uma bebida feita a partir do feijão de soja. É uma ótima alternativa ao leite de vaca e uma boa fonte de proteínas. É de fácil digestão, não contém colesterol e tem menos gordura que o leite de vaca.

Para preparar esta bebida, os feijões de soja devem ser demolhados em água e depois moídos. Posteriormente, a massa formada deve ser cozida (para destruir toxinas que impossibilitam a absorção de proteínas). O filtrado obtido é o leite de soja.

Existe já empacotado, mas por um baixo preço pode confeccionar-se em casa, sendo que o modo mais fácil, econômico e rápido é usar uma máquina de leite de soja, chamada de vaca mecânica. Pode ser consumido puro ou de forma aromatizada com chocolate, baunilha, morango, frutos silvestres etc.

Tem ainda um baixo teor de glúcidos (açúcares), e não possui lactose (o açúcar natural do leite). É ainda rico em fitoquímicos, em especial as isoflavonas, que parecem estar implicados na luta contra o cancro devido aos seus efeitos antiestrogénicos.

Para os vegetarianos que eliminaram também os produtos lácteos, esta bebida pode assumir um papel de extrema importância, pela qualidade das suas proteínas. É também uma bebida alternativa para aqueles que são intolerantes à lactose.

O tofu é um alimento produzido a partir da soja. É originário da China, mas muito comum também na alimentação japonesa e coreana. O seu processo de fabrico apartir do leite de soja, é muito similar ao do queijo fabricado a partir de leite, tendo também a mesma consistência. É por isso também conhecido por queijo de soja. Tem um sabor suave, e por isso é geralmente usado em receitas relativamente simples. Na culinária asiática o tofu é usado em todo o tipo de receitas, tanto doces como salgadas. Pode ser comido cru, frito, cozinhado em sopas ou em molhos, cozido a vapor, recheado com diferentes ingredientes, ou fermentado como picles, etc.

 

Nutricionalmente tem um conteúdo protéico muito rico e por isso é usado no Ocidente como substituto da carne por vegetarianos. Pode preparar-se em casa usando apenas leite de soja e um coagulante (por exemplo nigari ou cloreto de magnésio).

O tempeh é um alimento fermentado a partir de sementes de soja branca, com um aroma a nozes e uma textura densa e ligeiramente carnuda. Constitui um alimento forte, com um sabor mais intenso que outros derivados da soja. A acção das enzimas durante a fermentação faz com que as sementes sejam mais digeríveis, enquanto o micélio que é utilizado para as envolver fornece valiosa vitaminas do complexo B de origem vegetal (130% das necessidades diárias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: