Alimentação Vegetal x Alimentação Animal







[arnie.jpg]

Quando optamos por nos alimentarmos com carne bovina, ingerimos 1% dos nutrientes de origem vegetal, ou seja, somente 10% dos 10% ou 0,01 da alimentação do animal são repassados para nosso organismo.

Um animal, em sua alimentação, consome ração feita de cereais, soja e plantas que poderiam ser diretamente consumidas pelo homem trazendo-lhe maior quantidade de matéria, energia e nutrientes fixados pela planta.

Em resultados de pesquisas, foi comprovado que para obtermos 1 kg de carne para consumo é necessário que o animal consuma 7 kg de cereais e soja, então concluímos que 7 kg de cereais e vegetais resultam em 1 kg de carne.

Segundo o ecologista Eugene Odum, 20 milhões de pés de alfafa utilizados para sustentar 4,5 bezerros durante um mês alimentariam por um ano uma criança de 12 anos de idade.

Há quem argumente que a proteína existente na carne bovina possui aminoácidos necessários à nossa saúde, mas os mesmos podem ser ingeridos através de combinações com vegetais como é o caso do arroz e feijão


Fotografia recente do Storm próximo a Arnold Schwarzenegger, ex-Mr Universo, que é exatamente da mesma idade que Storm nesta imagem.

A diferença entre uma dieta baseada em proteína animal e uma dieta baseada em proteína vegetal (crua) que retarda o envelhecimento.


Proteínas vegetais X Proteínas animais

Não há nada na proteína da carne ou do leite que não venha diretamente da planta, dos vegetais que os animais ingerem. Ou seja, o animal não cria nada novo dentro dele em termos de proteína, mas recombina os ácidos aminados que retira das plantas para formar seus músculos.

Os vegetais verdes contêm proteínas de alta qualidade. As nozes, amêndoas e outras sementes em geral ultrapassam os alimentos de origem animal em concentração e variedade de proteínas. Esses alimentos vegetais têm a vantagem de serem alimentos totalmente livres de contaminação bacteriana ou parasítica (vermes).

Há duas grandes causas para uma alimentação pobre em alimentos vegetais: costume e oferta desses alimentos. O acesso aos alimentos naturais está cada vez mais restrito. Não somos nós que produzimos os alimentos. Nós compramos os alimentos e somente aqueles que nos são oferecidos. Estamos quase totalmente dependentes do que encontramos para comprar. A indústria alimentícia e a política de produção de alimentos dão preferência a certos alimentos em detrimentos de outros. A escolha e preferência por alguns deles não está baseada em critérios nutricionais, mas no lucro e na capacidade instalada de produzir em quantidade certos produtos, como a carne e os grãos, por exemplo.

Há ainda uma outra vantagem insuperável na alimentação com vegetais para suprir nossas necessidades protéicas: os alimentos vegetais podem, em sua maioria ser consumidos crus. O cozimento, a pasteurização destrói em mais de 70% o total dos nutrientes deixando-os inúteis como alimentos. Os alimentos de origem animal, por serem perecíveis e, as carnes, em especial, com gosto e cheiro desagradável e nauseante exigem cozimento e temperos para mascarar o verdadeiro cheiro e gosto desses produtos.”

Para quem pratica musculação ou qualquer outro tipo de atividade física é importante saber que deve-se consumir diariamente proteínas visando à hipertrofia muscular e a reconstituição das fibras musculares. Mas qual o melhor tipo de proteína, a vegetal ou a animal?

Dos 20 aminoácidos metabolizados pelo nosso corpo, responsáveis pela produção das proteínas, nove nosso corpo não produz sozinho, é onde entra a vantagem da proteína animal, que possui todos esses aminoácidos essenciais. São, portanto, de alto valor biológico ou chamadas de proteínas completas. Mas em contrapartida ela é também rica em gorduras. São encontradas principalmente em carnes, ovos, leite e derivados.

As proteínas vegetais, por sua vez, abundantes em frutas, lentilha, feijões, soja, grão de bico, apresentam pouca quantidade de aminoácidos essenciais, por isso são de baixo valor biológico, mas compensam por terem baixas gorduras. A proteína deve ser consumida de maneira regular, ou seja, para quem pratica atividades físicas o ideal é procurar um acompanhamento nutricional para seguir uma dieta saudável desenvolvida sob medida para as atividades que pratica.

Paula Schmidt – Equipe Monday Academia


2 responses to this post.

  1. Posted by sandersom on Julho 31, 2013 at 13:19

    muito lindo e gostoso

    Responder

  2. Posted by Rafaela on Março 7, 2011 at 22:24

    eu preciso saber qual a diferençe entre o alimento vegetal e o alimento animal…por caridade me respondam o mais rápido que puderem, estou necesitando desta resposta….muito obrigado…

    Responder

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 56 outros seguidores

%d bloggers like this: